Sunday, October 29, 2006

Lula é reeleito presidente

Com 80,18% dos votos apurados, o presidente tem 60,1% e Alckmin, 39,9%

J.F.Diorio/AE




Durante a manhã, Lula ficou em seu apartamento, em São Bernardo do Campo. No final da tarde, foi para um hotel na região da Paulista, em São Paulo

SÃO PAULO - Com 80,18% dos votos apurados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, é considerado reeleito com 60,1% dos votos válidos. O candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, está com 39,9%. A boca-de-urna realizada pelo Ibope e divulgada pela TV Globo já apontava a vitória do petista sobre o candidato tucano com uma diferença de 24 pontos porcentuais.

O presidente do TSE, ministro Marco Aurélio Mello, proclamou que o presidente Lula foi reeleito para o cargo, quando a apuração chegou ao patamar de 90% dos votos. "Os votos que ainda faltam (apurar) não cobrem a diferença entre o primeiro e o segundo (Geraldo Alckmin) colocados, o que implica dizer que o presidente Lula foi reeleito", afirmou Mello, em entrevista coletiva realizada por volta das 19h30.

Ele disse que o TSE, mais uma vez, "foi surpreendido pela velocidade da máquina". A previsão inicial era de que a apuração só atingisse 90% às 22 horas, e esse total foi alcançado antes disso.

O presidente Lula acompanha a apuração dos votos da suíte de um hotel na região da Av. Paulista, acompanhado pela primeira dama, ministros, assessores e coordenadores da campanha. Ele aguarda a finalização da apuração para descer e fazer um pronunciamento. Perto dali, na própria avenida, petistas organizaram uma grande festa. Apesar da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) afirmar que não houve solicitação de interdição da Paulista, a Polícia Militar já providenciou as barreiras e solicitou reforço para garantir a realização dessa comemoração.

Alckmin, acompanhado de familiares e correligionários, se encontra em sua residência e afirmou que só se manifestará quando TSE fizer o anúncio oficial do resultado. Durante a tarde, o ex-governador só saiu para cumprimentar um vizinho que colocou na fachada da própria casa uma faixa em homenagem ao tucano.

A disputa
O primeiro turno das eleições presidenciais foi decidido em uma disputa apertada. Com 46.662.365 votos, o que representava 48,61% dos votos válidos, Lula quase venceu a eleição no primeiro turno. Para isso seria necessário que o presidente tivesse 50% dos votos válidos mais um voto. Alckmin ficou com 39.968.369 votos, totalizando 41,64% dos votos válidos.

Com os desdobramentos dos escândalos de corrupção que dominaram grande parte da campanha eleitoral no primeiro turno, muitos analistas políticos esperavam que o acirramento da disputa continuasse no segundo turno. Mas isso não aconteceu. Entre a realização da primeira parte do pleito, no dia 1º de outubro, e as eleições deste domingo, as pesquisas apontavam um aumento gradativo da vantagem da Lula sobre Alckmin.

Na apuração realizada pelo Ibope nos dias 10 e 12 de outubro, este distanciamento já era percebido. Com base nos votos válidos, Lula tinha 57% das intenções de voto e Alckmin, 43%. Ou seja, 14 pontos de diferença. Nos dias 18 e 19 de outubro, esta vantagem subiu para 24 pontos - Lula tinha 62% das intenções de voto e Alckmin, 38%. Na última pesquisa realizada pelo Ibope, nos dias 24 e 25 de outubro, a diferença de 24 pontos se manteve.

Avaliação de governo
Lula começa o segundo mandato com uma elevada aprovação da população para seu governo. Pesquisa Datafolha divulgada na noite de terça-feira, dia 24, pelo Jornal Nacional da TV Globo mostrou que o presidente Lula apresentou a maior taxa de aprovação para um presidente desde que o Datafolha começou a fazer pesquisas nacionais de avaliação do governo Federal, em 1990. Em outras palavras, o governo Lula é o mais bem avaliado desde que o presidente voltou a ser eleito pelo voto direto. O porcentual dos que consideram o desempenho do petista ótimo ou bom chegou a 53%.

Várias conquistas no lado econômico embasam este cenário. A dívida externa foi zerada; a inflação deve encerrar o ano em 3,03%; as exportações saíram de US$ 60 bilhões em 2002 para mais de US$ 130 bilhões neste ano; e o risco Brasil (que mede a desconfiança do investidor estrangeiro), que estava em mais de 2 mil pontos à época da posse de Lula, caiu para um patamar próximo a 200.

A crítica de analistas e dos adversários do Lula é de que, apesar de tudo isso, o Brasil não cresceu. Tanto em 2005 quanto neste ano, o crescimento da economia brasileira foi considerada pífio. O presidente, contudo, defende que as condições de crescimento agora existem e, portanto, o Brasil poderá crescer mais do que 4% no próximo ano.

Estratégia de campanha

O fato é que grande parte dos eleitores de Lula apostam neste crescimento e reconhecem que o governo do petista avançou em vários aspectos sociais. Citou o analfabetismo que saiu de uma taxa de 11,5% em 2003 para 10,9% em 2005; o desemprego, de 11,2% em janeiro de 2003 para 10,6% em agosto de 2006; e a miséria, de 28,2% no primeiro ano de seu governo para 22,7% em 2005.

Lula apoiou-se em várias conquistas do seu governo, como o Bolsa-Família, e atacou o candidato adversário com o risco de que ele colocasse em prática a idéia de privatização de outras empresas públicas. Chegou a citar a Petrobras, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Correios como alvos do tucano para a privatização. Há quem diga que grande parte da vitória de Lula deve-se a esta estratégia.

Perfil
O presidente Lula é o primeiro e único operário a ocupar essa posição no Brasil. Nascido em Garanhuns, em Pernambuco, Lula completou 61 anos na sexta-feira, dia 27. Sua carreira política começou em são Bernardo do Campo, quando ainda era torneiro-mecânico. Ele foi líder sindical e, entre 1975 e 1978, assumiu por duas vezes a presidência do PT.

Foi o candidato mais votado (650 mil votos) para a Assembléia Nacional Constituinte, em 1986. Três anos depois, tentou a presidência da República, mas perdeu a eleição para Fernando Collor de Mello, candidato do PRN. Em 1994, tentou novamente, mas novamente não conseguiu. Foi eleito o sociólogo Fernando Henrique Cardoso, do PSDB. O petista foi derrotado pela segunda vez por FHC quatro anos depois, no primeiro turno da eleição em que o tucano tentava a reeleição.

Na eleição presidencial de 2002, Lula foi enfim eleito presidente da República com o maior número de votos já obtido por um político até então (52,4 milhões de votos). Lula é casado com Marisa Letícia da Silva, tem cinco filhos, sendo três com a primeira-dama.

Esta matéria foi alterada às 19h30, com inclusão de informações


From: ESTADÃO


0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home